A testosterona é um hormônio presente em homens e mulheres. Mas a testosterona masculina é a substância principal para formar e manter o corpo masculino. Ela faz parte da classe de hormônios andrógenos e tem funções que vão além da sexual, despertando a libido e problemas hormonais podem acarretar sérias consequências à vida do homem.

É produzida nos testículos, mas controlada pelo cérebro. Essa troca de informações faz o corpo do homem sofrer alterações ao longo do tempo. Porém, após os 30 anos, naturalmente a produção de testosterona diminui. Essa queda pode ser maior do que o normal em qualquer homem, e trazer visíveis problemas de saúde e bem-estar.

Pensando nisso, reunimos aqui as causas desse problema e seus principais efeitos. Acompanhe!

Quais são as causas da deficiência de testosterona masculina?

Além da natural queda na produção do hormônio com a idade, existem outras causas que resultam na deficiência dele em diferentes fases da vida do homem. Podemos citar:

  • lesões ou infecções nos testículos;
  • excesso de medicamentos;
  • diabetes;
  • sobrepeso ou obesidade;
  • má alimentação;
  • álcool e tabagismo;
  • doenças genéticas;
  • tumores.

Quais são os sintomas destes problemas hormonais?

Nos homens, os sintomas dos baixos níveis de testosterona são visíveis e facilmente observáveis. Veja alguns:

Diminuição da massa muscular

Com a diminuição dos músculos, ocorre a perda de força física. Não falamos aqui de ser muito musculoso, mas sim de ter força o suficiente para seu peso e idade. Essa é uma característica que pode atingir a autoestima do homem.

Aumento da massa gordurosa

Assim como pode ocorrer a perda de massa, o contrário também é possível. Em busca de ganhar mais músculos, alguns homens acabam fazendo dietas e exercícios que resultam no aumento de gordura, o que pode ser prejudicial para a saúde e órgãos.

Diminuição da libido

A falta de desejo sexual é um dos sintomas mais característicos de baixa testosterona masculina. O cérebro não emite a informação suficiente para o alto desejo. Além da baixa libido, o homem pode ter dificuldade de manter uma ereção até o fim e, ainda, de ejacular.

Problemas de fertilidade

Como citamos acima, com a não produção de testosterona nos testículos, a quantidade e qualidade do sêmen são alteradas, impactando a fertilidade do homem, com baixo número de espermatozoides. Ainda que ele e sua parceira não desejem ter filhos, esse fator pode afetar negativamente a autoestima dele.

Mudanças de humor

Essas mudanças de humor podem acontecer porque o homem percebe que características de sua masculinidade foram alteradas. Diante disso, ele é atingido por um sentimento de tristeza que, inclusive, pode evoluir para um quadro depressivo.

A baixa quantidade de testosterona masculina é um assunto tabu para muitos homens, que escondem os sintomas acima e não buscam ajuda médica. Essa é uma atitude perigosa, pois a carência desse hormônio pode ser resultado também de complicações mais sérias na saúde. Por isso, eles devem fazer outros exames de rotina para eliminar os riscos de doenças graves.

O exame para medir o nível de testosterona é um exame de sangue hormonal. Ele deve ser feito pela manhã cedo, para uma melhor precisão de resultado da amostra. O tratamento é simples e consiste em repor a testosterona, e deve ser acompanhado por um médico, com a realização de exames constantes.

Gostou do nosso texto sobre testosterona masculina? Compartilhe nas suas redes sociais para que mais pessoas conheçam melhor esse assunto.

Post Relacionados

Deixar comentário.

Share This