Brincadeiras e jogos que estimulam o riso, contribuem para a melhoria da oxigenação, a otimização do relaxamento e a elevação da auto-estima da criança

Você sabia que o lúdico é uma importante ferramenta no auxílio ao atendimento infantil? Através da brincadeira e da diversão, é possível proporcionar ao paciente pediátrico distração e relaxamento, diminuindo os impactos negativos causados pelo manejo hospitalar e laboratorial.

Através da brincadeira, a criança passa a se sentir integrada e acolhida pelo ambiente em que se encontra, trazendo a sensação de familiaridade. É o que chamamos de humanização do atendimento pediátrico.

Diversas pesquisas apontam resultados positivos no tratamento e recuperação de crianças hospitalizadas, como mostra o artigo “Benefícios das atividades lúdicas na recuperação de crianças com câncer”, publicado pela Academia Paulista de Psicologia.

Segundo o autor, “as brincadeiras e jogos variados que promovem risadas podem melhorar a oxigenação, induzem ao relaxamento e melhoram a auto-estima”.

Conversamos com o neuropsicólogo Dr. Celso Cruz, do laboratório Paula Tostes, sobre os impactos positivos da inserção de ambientes lúdicos na rotina laboratorial, ao que ele define como sendo o lúdico uma forma de expressar suas emoções de forma criativa e construtiva.

Neste ponto, o lúdico se encontra com o aprendizado e o desenvolvimento emocional e cognitivo da criança e, para Cruz, é importante que empresas que performam no atendimento à criança proporcionem essa experiência.

Como o lúdico auxilia o atendimento infantil em laboratórios?

Cruz explica que, por trabalhar os cinco sentidos da criança, há um estímulo prazeroso e intuitivo para os envolvidos no processo de coleta de material laboratorial.

“O Paula Tostes associa a alegria ao serviço que realiza, associa o encantamento à uma experiência que, em outras empresas do ramo, podem ser frias e dolorosas, proporcionando alegria em um ambiente, onde normalmente se vê medo”, pontua.

Segundo o neuropsicólogo, o lúdico simboliza o desejo infantil da curiosidade. Ao estar inserida num ambiente colorido, que remete à infância e ao mundo com o qual tem familiaridade, é possível transportá-la a um mundo de fantasia.

Desse modo, conseguimos oferecer uma experiência de atendimento e coleta otimizada, apresentando à família um novo conceito em saúde, atendimento e satisfação do paciente. 

E mais: trabalhar o lúdico nos espaços da empresa é estar à frente no que se refere ao bem estar do paciente. 

É importante tomar nota ainda dos benefícios físicos dessas experiências para o tratamento e recuperação de pacientes pediátricos. 

De acordo com o artigo da Academia Paulista de Psicologia, as brincadeiras e jogos que estimulam o riso, contribuem para a melhoria da oxigenação, a otimização do relaxamento e a elevação da auto-estima da criança.

Como o Paula Tostes está se preparando para se tornar referência no atendimento infantil?

O Paula Tostes vem investindo em capacitação de equipes, ao atuar em 4 linhas: 

  • O bem estar psicológico da criança;
  • A comunicação positiva com o paciente pediátrico, para criar laços de confiança durante os procedimentos;
  • O cenário lúdico;
  • O desenvolvimento das habilidades da equipe, para o manejo adequado, personalizado para cada público.

Pretendemos assim, oferecer a atenção e o cuidado necessários para garantir a integridade da criança. E também, nos comunicar com carinho e clareza, para fazê-la sentir-se acolhida e respeitada, conduzindo a coleta com gentileza.

Saiba mais sobre o Paula Tostes Kids nos acompanhando através das redes sociais, ou falando com uma de nossas consultoras.

Post Relacionados

Deixar comentário.

Share This