O que é o Novo Coronavírus?

O novo Coronavírus (2019-nCoV) é pertencente a uma vasta família de vírus, que pode causar sintomas parecidos com os da gripe comum ou até casos mais graves. Esse tipo de vírus não havia sido previamente identificado em seres humanos.

Os coronavírus causam infecções respiratórias e intestinais em humanos e animais, sendo altamente patogênicos. A infecção humana pelo novo coronavírus ainda não tem o espectro clínico descrito completamente, bem como não se sabe o padrão de letalidade, mortalidade, infectividade e transmissibilidade. Não há vacina ou medicamento específico disponível, até o momento. O tratamento é de suporte inespecífico.

De acordo com a ultima atualização da OMS, dia 27 de Janeiro de 2020. 2.798 casos foram confirmados, sendo a maioria na China com 2.761 casos, e os demais distribuídos entre Japão, República da Coreia, Vietnam, Singapura, Austrália, Tailândia, Nepal, EUA, Canadá e França. Até o momento 81 óbitos foram confirmados pelo novo Coronavírus (2019-nCoV).

Até o momento, o Brasil não tem registro de casos confirmados que se enquadrem na definição de caso da OMS.

Segundo um estudo realizado com 99 pacientes que foram transferidos para o Hospital Jinyintan, da província de Wuhan. O Coronavírus Humano é, dentre muitos outros,  causadores de doenças respiratórias. Os dois vírus mais patogênicos  da classe Coronavírus são os SARS-CoV e o MERS-CoV, causando sérios problemas respiratórios. Outros quatro tipos de Coronavírus (HCoV-OC43, HCoV-229E, HCoV-nL63 e HCoV-HKU1) causam infeções brandas no sistema respiratório. O Vírus SARS-CoV já registrou 8.422 casos durante 2002 e 2003 e se espalhou para 29 países. O Vírus MERS-CoV apareceu no Leste Europeu em 2012 mas sua origem é a China. A sequência genética do 2019-nCoV é relativamente diferente dos outros 6 c subtipos de coronavírus, mas pode ainda ser classificado como um Betacoronavírus.

Os vírus SARS-CoV e MERS-CoV podem ser transmitidos diretamente para humanos por camelos e “gatos do mato” e ambos têm origem em morcegos. Entretanto, o 2019-nCoV ainda não foi confirmado como sendo originário de morcegos.

Algumas das observações feitas neste estudo foi que o vírus do Coronavírus 2019-nCoV foi encontrado mais em homens do que mulheres, assim como o vírus do MERS-CoV. Outro fato observado foi que os pacientes infectados apresentavam outras doenças e infecções paralelas, muitas não identificadas. Sugerindo que o Coronavírus 2019-nCoV tem uma maior chance de acometer homens adultos que sofram de algum outro problema de saúde (Cardiovascular, Diabetes, Vascular) que reduza o seu sistema imunológico. Essa característica também está presente no vírus MERS-CoV.

Nos testes laboratoriais, o valor absoluto dos linfócitos dos pacientes reduziu. Esse resultado sugere que o vírus 2019-nCoV age principalmente nestas células, principalmente no Linfócito T, assim como o vírus SARS-CoV.

Como prevenir o novo coronavírus?

O ministério da saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre elas estão:

  • Evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas;
  • Lavar as mãos com frequência, especialmente após contato direto com pessoas doentes;
  • Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  • Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
  • Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
  • Manter os ambientes bem ventilados;
  • Evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença.

Qual a diferença entre gripe e o novo coronavírus?

No início da doença, não existe diferença quanto aos sinais e sintomas de uma infecção pelo novo coronavírus em comparação com os demais vírus. Por isso, é importante ficar atento às áreas de transmissão local.

 

Fonte:

https://www.thelancet.com/journals/lancet/article/PIIS0140-6736(20)30211-7/fulltext

http://www.saude.gov.br/saude-de-a-z/novocoronavirus

Post Relacionados

Deixar comentário.

Share This