Laboratório

Qual a importância de saber o seu tipo sanguíneo?

Muitas pessoas se preocupam com as doenças que podem estar presentes no sangue, mas o tipo sanguíneo também pode fornecer informações importantes sobre seu organismo.

Uma delas está relacionada à sua ascendência 1 afinal, tanto a tipagem sanguínea quanto o fator RH são herdados dos pais. Mas esse não é o motivo mais importante para se conhecer mais sobre seu próprio sangue.

Neste texto, vamos explicar cada um dos tipos de sangue e falar sobre a importância não apenas de saber, mas de ter essa informação anotada sempre junto de si. Confira!

Qual é o seu tipo sanguíneo?

O sangue humano pode ser classificado entre 4 tipos diferentes, além de 2 fatores Rh. Vamos entender melhor como funciona a definição de cada tipo a seguir.

Tipagem sanguínea

Os tipos sanguíneos são determinados pela presença de antígenos e anticorpos nas hemácias. Os antígenos podem ser do tipo A ou B enquanto os anticorpos, que estão presentes no plasma, são responsáveis por “atacar” os antígenos. Sendo assim, o sangue pode ter apenas um dos tipos, ambos ou mesmo nenhum deles.

De forma resumida, a determinação da tipagem sanguínea se dá da seguinte forma:

  • tipo A: presença do antígeno A e do anticorpo B;

  • tipo B: presença do antígeno B e do anticorpo A;

  • tipo AB: presença dos antígenos A e B e ausência de anticorpos;

  • tipo O: ausência de antígenos e presença de anticorpos A e B.

Fator Rh

O fator Rh do sangue está relacionado à presença ou ausência de outro tipo de antígenos nas hemácias. Dessa forma, o fator Rh é positivo quando o antígeno está presente — do contrário, ele é negativo.

Compatibilidade

Para os casos de transfusão de sangue, o cenário mais seguro é realizá-la utilizando o mesmo tipos sanguíneo e fator Rh entre doador e receptor. No entanto, em casos de emergências, é possível fazer o procedimento com tipos sanguíneos compatíveis. Em tais situações, é preciso ter bastante cuidado, pois cada tipo de sangue possui anticorpos que podem causar um choque anafilático em caso de contato com o tipo errado. Sobre o fator Rh a regra é:

  • fator negativo pode doar para ambos
  • fator positivo apenas para positivo.

Com relação a tipagem sanguínea, as compatibilidades são:

  • tipo O: doador universal;
  • tipo A: doa para os tipos A e AB;
  • tipo B: doa para os tipos B e AB;
  • tipo AB: doa apenas para o tipo AB.

Como descobrir o tipo sanguíneo?

A tipagem sanguínea é feita por meio de exame laboratorial. Para isso, é coletada uma amostra para análise da presença dos antígenos em um exame de sangue simples, realizado por qualquer laboratório de confiança.

Por que essa informação é importante?

Como mencionamos no início deste texto, a tipagem sanguínea pode fornecer informações importantes sobre uma pessoa, como os possíveis tipos sanguíneos dos seus pais e dos seus filhos.

No entanto, existem motivos muito importantes que valem a pena ser mencionados. Ainda nessa questão parental, por exemplo, uma mulher que possui o fator Rh do sangue negativo e engravida de uma criança cujo fator Rh do sangue seja positivo desenvolve anticorpos ao longo da gestação.

Sendo assim, na próxima gravidez de um bebê com fator Rh positivo, esses anticorpos atacam o novo embrião, causando um aborto. Para resolver esse problema, basta que a mãe tome uma medicação específica. No entanto, isso mostra a importância de ter o conhecimento sobre a tipagem sanguínea.

Outra situação em que a informação sobre o tipo de sangue pode ser vital é em casos de acidente mais graves, com perda significativa de sangue. Nessas situações emergenciais, nem sempre há tempo de enviar uma amostra de sangue para o laboratório para descobrir o seu tipo e fator Rh. Por esse motivo, ter essas informações disponíveis na carteira, por exemplo, pode agilizar o atendimento e salvar a vida da pessoa.

Como vimos, conhecer o seu tipo sanguíneo é muito importante e pode salvar vidas (de amigos, parentes e até dos seus próximos filhos). Então, se você ainda não sabe qual é o seu, não perca tempo e faça já o seu exame!

Se você gostou deste conteúdo, assine a nossa newsletter para receber novidades em seu e-mail. Até a próxima!

Post Relacionados

Sobre o autor

Laboratório Paula Tostes

Deixar comentário.

Share This