Saúde

Como funcionam os hormônios femininos em cada fase da vida?

Os hormônios femininos atuam de diversas maneiras no organismo, influenciando desde as emoções, a sensibilidade até o desenvolvimento reprodutor e outras mudanças corporais. Ao longo da vida, as quantidades dos hormônios se alteram significativamente, trazendo modificações no comportamento, no corpo e no metabolismo da mulher.

Neste post, falaremos sobre essas transformações aos 20, 30 e após os 40 anos, trazendo dicas de como passar por essas fases de forma saudável. Quer saber mais sobre o assunto? É só continuar a leitura!

 

Quais são os principais hormônios femininos?

O estrogênio é o principal hormônio feminino. Produzido pelos ovários, ele tem influência direta na pele, ossos, mamas e no humor.

Já a progesterona — que tem sua produção após a ovulação — e o estrogênio são os responsáveis por preparar o útero para receber o embrião. Quando a gravidez não acontece, os níveis desses hormônios caem, levando à menstruação.

Embora não seja um hormônio exclusivamente feminino, as mulheres também produzem, em menor quantidade, a testosterona, que age sobre o desejo sexual, disposição e ganho de massa muscular.

Como eles atuam em cada fase da vida da mulher?

As variações de humor, irritabilidade, sensibilidade nas mamas, retenção hídrica e outros sintomas da TPM (tensão pré-menstrual) são causados pela queda de estrogênio e progesterona após a ovulação sem fecundação. Além dos ciclos menstruais, as variações hormonais influenciam em cada época da vida da mulher de formas diferentes:

Aos 20 anos

Devido à alta na produção dos hormônios, acontece o auge da fertilidade feminina, quando as chances de engravidar e ter uma gestação saudável são maiores. O metabolismo é acelerado, tendo maior perda de gordura e aumento de ganho de massa muscular.

Aos 30 anos

Nessa fase, os hormônios sofrem queda na produção, fator que leva à alteração na composição corporal, favorece o acúmulo de gordura e diminui a massa magra. Além disso, a fertilidade pode cair em até 50% após os 35 anos, pois é nessa época que acontece o climatério — momento que antecede a menopausa.

Aos 40 e 50 anos

A diminuição dos hormônios é drástica nessa idade. É aqui que aparecem os sintomas da menopausa, que pode ocorrer a partir dos 45 anos.

Os sintomas mais comuns incluem a queda no desejo sexual e a diminuição da lubrificação vaginal, além de calores, suores noturnos, perda de massa óssea, oscilação no peso corporal e aumento de risco de doenças cardiovasculares.

Os efeitos dos hormônios no organismo da mulher podem ser atenuados tomando alguns cuidados com a saúde, e é sobre isso que falaremos nos próximos tópicos.

Como lidar com os sintomas das mudanças hormonais?

Tenha uma alimentação saudável

A dieta balanceada e que atende todas as necessidades nutricionais da mulher auxilia no equilíbrio do organismo, na diminuição da gordura corporal e no aumento da massa magra, trazendo mais saúde e bem-estar.

Pratique atividades físicas

Os exercícios físicos fortalecem os músculos e os ossos, auxiliam a queima de gordura e melhoram o sistema cardiorrespiratório. Como consequência, previnem a perda de massa muscular, a osteoporose e as doenças ligadas à obesidade, além de favorecer a produção de hormônios que dão sensação de prazer e relaxamento.

Faça exames clínicos regularmente

Fazer um check up regularmente é importante para monitorar a saúde do organismo de modo geral. Para saber se os níveis hormonais estão adequados, deve-se fazer o exame de perfil hormonal. Assim, em caso de alterações, é possível intervir com o tratamento médico adequado.

Como você viu, os hormônios femininos são os grandes responsáveis pela vida sexual e reprodutora da mulher, agindo também no metabolismo e comportamento. Os bons hábitos como a alimentação saudável e a prática regular de exercícios físicos, além de exames clínicos atualizados, ajudam a lidar com as mudanças que o corpo sofre com as variações hormonais.

Gostou desse post e quer continuar com a saúde em dia? Então descubra quais são os principais exames femininos de rotina que você deve fazer!

Post Relacionados

Sobre o autor

Laboratório Paula Tostes

Deixar comentário.

Share This