É muito importante que a criança, a partir dos 6 meses de vida, comece a consumir frutas e vegetais de todos os tipos. Quando são bebês, comem de tudo, mas, por volta dos três ou quatro anos, começam a rejeitar algumas coisas. Essa é a fase em que se tornam mais seletivas. Portanto, ensinaremos como fazer uma criança comer legumes, frutas e verduras.

Separamos algumas dicas para que você aplique no dia a dia, dentro e fora das refeições. Entretanto, o fato é que a forma com a qual a família inteira se alimenta influencia nas preferências da criança. Se todos se alimentam de maneira saudável, dificilmente, ela vai recusar esses itens naturais, pois estarão sempre disponíveis.

Está com dúvidas sobre como fazer uma criança comer legumes e frutas? Confira as principais dicas a seguir.

Introduza legumes e frutas desde cedo na dieta

A Sociedade Brasileira de Pediatria recomenda que, a partir dos 6 meses de vida, a criança comece a consumir alimentos complementares. Entre eles, estão as frutas e os legumes.

Essa alimentação complementar deve ser oferecida sem rigidez de horários, sempre respeitando a vontade da criança. Nesse período, deixe o alimento preparado com consistência pastosa, como as papas e purês. Aumente-a gradativamente até que chegue à alimentação da família.

Seja o exemplo de alimentação para a criança

Saiba que o seu filho seguirá sempre o seu exemplo, jamais seu conselho. Você é o maior ponto de referência que a criança tem e, conforme ela cresce, escolherá, conscientemente ou não, imitar sua conduta. Isso também é válido para a questão alimentar.

Não adianta introduzir legumes e frutas na dieta dela se você não consome esses produtos. Por isso, seja o exemplo de alimentação para a criança. Consuma legumes, verduras e frutas para que ela entenda que esses alimentos são importantes.

Explique os motivos pelos quais é importante comer vegetais

Lembra do Castelo Rá-Tim-Bum? O personagem do Professor Tibúrcio, sempre que respondia aos questionamentos das crianças, dizia que “porque sim não é resposta”. O mesmo vale para a criança na hora de comer vegetais. Explique os motivos pelos quais é importante comer esse tipo de alimento. Essa explicação não deve ser técnica, mas, sim, bastante lúdica. Associe o espinafre à força do personagem Popeye, a cenoura à potente visão do super-homem e por aí vai.

Não faça ameaças se a criança se recusar a comer

Nem sempre a criança está disposta a comer vegetais, principalmente quando ela já conhece o sabor de outros alimentos. Sendo assim, dê preferência às frutas, legumes e folhosos de que ela mais gosta. E se, mesmo assim, ela resistir, jamais faça ameaças. Explique novamente a importância de comer esses alimentos, sempre com paciência.

Não entre em conflito com a criança por causa da alimentação, mas também evite ceder às vontades dela. Controle-se para não substituir um alimento saudável por outro gorduroso só porque ela quer.

Varie os ingredientes e mude a forma de apresentá-los

Por mais que a criança goste de um ou outro vegetal, varie os alimentos para que ela experimente novos aromas, texturas e sabores. Mude também a forma de prepará-los, para reduzir as chances de ela cansar do mesmo gosto. O milho, por exemplo, pode ser feito na espiga ou em um creme. A forma de apresentá-los também deve ser variada. Experimente montar o prato com alimentos coloridos. Brinque com a organização deles e faça figuras lúdicas.

Leve seu filho para passear na feira

Outra dica importante sobre como fazer uma criança comer legumes e frutas é levando-a para passear na feira. Ela vai gostar da responsabilidade de escolher, provar e pagar pelos alimentos. Essa ação também é importante porque estimula o consumo consciente da comida e mostra que, por trás dela, existem outras pessoas. Fazer com que seu filho participe mais ativamente da escolha dos alimentos é uma forma de estimulá-lo a se alimentar melhor.

Agora que você sabe como fazer uma criança comer legumes e frutas, é importante conhecer os riscos da obesidade infantil. Por isso, compartilhamos aqui outro artigo que fala mais sobre esse assunto, que pode acarretar sérios problemas à saúde das crianças.

Post Relacionados

Deixar comentário.

Share This