A hepatite se caracteriza pela infecção do fígado, que pode ocorrer devido ao consumo de álcool, drogas, uso de alguns remédios, mas também pode ser causada por vírus. Essa é uma doença muito séria e o seu diagnóstico precoce é primordial para garantir bons resultados no tratamento

Cientes disso, resolvemos escrever este artigo para mostrar a você quais são os principais sintomas da hepatite, seus perigos e quais são os exames que vão contribuir para o seu diagnóstico. Confira!

Quais são os principais sintomas da hepatite?

Para facilitar a sua compreensão, vamos listar os principais sintomas da hepatite diferenciando pelo tipo A, B, C, D, E e G. Acompanhe!

Hepatite A

Normalmente, os sintomas aparecem de duas a quatro semanas depois do contato com o vírus. Esse período é considerado como o período de incubação do vírus. Os principais sintomas são:

  • vômitos e náuseas;
  • fadiga;
  • dor abdominal;
  • falta de apetite;
  • urina escura;
  • amarelamento dos olhos e pele.

Hepatite B

Nesse caso, os sintomas começam a surgir entre dois a quatro meses após o contato com o vírus, apresentando os seguintes sintomas:

  • urina escura;
  • febre;
  • dor nas articulações;
  • diminuição do apetite;
  • vômitos e náuseas;
  • fraqueza e cansaço;
  • amarelamento da pele.

Hepatite C

A hepatite C costuma ser um pouco mais difícil de ser diagnosticada precocemente, pois seus sintomas geralmente não aparecem na fase inicial da doença. Seus principais sintomas são:

  • sangramento no estômago ou esôfago;
  • inchaço no abdômen;
  • urina escura;
  • dores abdominais;
  • cansaço;
  • coceira;
  • febre;
  • perda do apetite;
  • náuseas e vômitos.

Hepatite D

Após o período de incubação do vírus, o qual varia de três a sete semanas, é possível detectar os seguintes sintomas:

  • fadiga;
  • sonolência;
  • falta de apetite;
  • náuseas e vômitos;
  • amarelamento da pele;
  • urina escura e fezes claras.

Hepatite E

No caso da hepatite E, temos os seguintes sintomas que precisam ser observados:

  • fadiga;
  • falta de apetite;
  • náuseas e vômitos;
  • febre;
  • dores abdominais;
  • mal-estar geral;
  • aumento no volume do fígado.

Hepatite G

Por incrível que pareça, esse tipo de hepatite não provoca nenhum sintoma. O que pode acontecer é o paciente, que já está infectado com a hepatite G, também ser contagiado pelos vírus das hepatites B ou C. Nesses casos, os sintomas que aparecerem serão decorrentes dessas duas últimas.

Quais são os fatores de riscos dessa doença?

Existem alguns fatores considerados de risco que contribuem para o surgimento da hepatite. A seguir, listamos os principais para você ficar de olho e evitá-los ao máximo.

  • compartilhar a escova dental;
  • fazer sexo sem proteção;
  • consumir alimentos e água contaminados;
  • dividir agulhas para uso de drogas;
  • usar material cirúrgico não-descartável ou contaminado;
  • compartilhar lâminas em sessões de barbearia ou depilação, por exemplo;
  • uso abusivo de drogas e álcool;
  • não estar em dia com as vacinas contra hepatite.

Quais exames são necessários para identificá-la?

Apresentados os sintomas, o médico deverá ser consultado para solicitar os exames, a fim de confirmar o diagnóstico. Nesse momento, ele solicitará um hepatograma, exame que mostra o grau de inflamação do fígado. Também poderá pedir uma ultrassonografia para verificar a situação do fígado e observar se ele não teve alteração em seu tamanho ou se apresenta algum tumor ou obstrução.

Agora que você conhece os sintomas da hepatite, já é possível suspeitar quando algo no seu organismo não parecer bem. Mas lembre-se de que um médico sempre deve ser consultado antes de qualquer decisão.

Gostou do nosso post? Então assine a nossa newsletter para receber mais conteúdos interessantes como este no seu e-mail.

Post Relacionados

Deixar comentário.

Share This