Qualidade de Vida

O que você precisa saber hoje sobre câncer de intestino

O que é o câncer de intestino?

O câncer de intestino abrange os tumores que se iniciam na parte do intestino grosso chamado cólon e no reto (final do intestino) e ânus. Esse tipo de câncer é tratável e na maioria das vezes, é curável, quando não se espalhou para outros órgãos.

Grande parte desses tumores se inicia a partir de pólipos, lesões benignas que podem crescer na parede interna do intestino grosso.

Os pólipos adenomatosos vão em algum momento se alterar (displasia), até evoluírem para adenocarcinoma, que é o câncer de cólon mais comum. Este é o principal motivo para se indicar a colonoscopia de rastreamento, pois esses pólipos podem ser retirados quando pequenos e ainda benignos.

O processo de transformação de um pólipo em um tumor invasivo pode durar 7 a 10 anos.

Quais são os fatores de riscos relacionados à esse tipo de câncer?

Os principais fatores relacionados ao maior risco de desenvolver câncer do intestino são: idade acima de 50 anos, excesso de peso e alimentação ruim (pobre em fibras, vegetais). O consumo de carnes processadas e a ingestão excessiva de carne vermelha.

Outros fatores relacionados à maior chance de desenvolvimento da doença é o histórico familiar de câncer de intestino, história pessoal de câncer de intestino, ovário, útero ou mama, além de tabagismo e consumo de bebida alcoólica.

Doenças inflamatórias do intestino, como retocolite ulcerativa crônica e doença de Crohn, também aumentam o risco de câncer do intestino, bem como doenças hereditárias, como polipose adenomatosa familiar e câncer colorretal hereditário sem polipose.

A exposição ocupacional à radiação ionizante, como o raio X e gama, também pode aumentar o risco para câncer de cólon.

Existe algum sintoma que ajuda a identificar um caso de câncer de intestino?

Os sintomas mais frequentes associados a este tipo de cancer são:

  • Sangue nas fezes
  • Alteração do hábito intestinal (diarreia e prisão de ventre alternados)
  • Dor ou desconforto abdominal
  • Fraqueza e anemia
  • Perda de peso sem causa aparente
  • Alteração na forma das fezes (fezes muito finas e compridas)

Esses sinais e sintomas também estão presentes em problemas como hemorroidas, verminoses, ulcera gástrica e outros, e devem ser investigados para seu diagnóstico correto e tratamento específico.

Na maior parte das vezes esses sintomas não são causados por câncer, mas é importante que eles sejam investigados por um médico, principalmente se não melhorarem em alguns dias.

Como é feito o tratamento do câncer de intestino?

O câncer de intestino é uma doença tratável e frequentemente curável. A cirurgia é o tratamento inicial, retirando a parte do intestino afetada e os gânglios linfáticos (pequenas estruturas que fazem parte do sistema de defesa do corpo) dentro do abdome.

Outras etapas do tratamento incluem a radioterapia (uso de radiação), associada ou não à quimioterapia (uso de medicamentos), para diminuir a possibilidade de recidiva (retorno) do tumor.

O tratamento depende principalmente do tamanho, localização e extensão do tumor. Quando a doença está espalhada, com metástase para o fígado, pulmão e outros órgãos, as chances de cura ficam reduzidas.

Conhecer o tratamento do câncer de intestino é algo decisivo para conquistar mais confiança durante o processo. No entanto, essas informações não substituem o valor de um acompanhamento médico. É importante que você vá ao seu médico de confiança com frequência, e que faça exames para checar se está tudo bem com a sua saúde.

Você gostou deste artigo? Acompanhe as nossas postagens semanais no #blogPaulaTostes. Até a próxima!

Post Relacionados

Deixar comentário.

Share This