Todo mundo sabe: uma alimentação familiar saudável é a chave para saúde, qualidade de vida e bem-estar. Mas, com a falta de tempo e a grande variedade de produtos processados disponíveis nos supermercados, muitas pessoas ficam perdidas, sem saber como aplicar as regras de uma boa nutrição em seu dia a dia.

No entanto, comer bem é muito mais fácil do que pode parecer! Incorporando alguns hábitos simples na rotina, você será capaz de proporcionar mais equilíbrio para sua família. Continue a leitura e veja as dicas que preparamos para você!

1. Evite comprar alimentos processados

Você está em casa e, aí, bate aquela fominha. Vai à cozinha e vê um pacote de biscoitos recheados. Do outro lado, uma manga. Entre abrir o pacote de biscoitos e descascar e picar a manga, você opta pelo primeiro.

Ter alimentos processados e já prontos em sua despensa é uma tentação. Para evitar cair nela, é fácil: basta não comprar os produtos industrializados! No lugar deles, encha sua geladeira e seus armários com alimentos frescos, como frutas, folhas, legumes, grãos e castanhas. Assim, quando bater a fome, você só terá opções saudáveis!

2. Cozinhe mais em casa

Essa dica é quase uma continuação da primeira. Se você possui alimentos mais naturais, precisará, muitas vezes, trabalhá-los para transformar em opções mais atraentes e variar o cardápio. Em vez de comprar pães, tortas, bolos e biscoitos, prepare as receitas em sua casa.

A comida caseira tem a imensa vantagem de você saber exatamente quais ingredientes leva e poder controlar a qualidade e as quantidades. Além disso, você pode fazer substituições inteligentes, trocando a gordura hidrogenada por manteiga ou azeite de oliva, por exemplo.

Se não der tempo de cozinhar todos os dias, não tem problema: organize-se para fazer uma variedade maior de receitas uma vez por semana e congele tudo em porções individuais. Esse momento ainda pode se transformar em uma boa atividade em família.

3. Corte os excessos

A chave de uma alimentação familiar saudável está no equilíbrio. Por isso, é importante cortar os excessos para manter a dieta balanceada. Reduza o consumo de sal, gorduras e açúcares.

Mescle os carboidratos simples, como massas feitas com farinhas refinadas, com os complexos, como mandioca, batata-doce e farinhas integrais.

4. Tenha tempo para se alimentar

Comer rapidinho, engolindo a comida, é um péssimo hábito. Quando você se alimenta com pressa, não mastiga direito. Isso pode causar problemas de digestão, como azia, queimação no estômago e sensação de estufamento.

Além disso, o cérebro precisa de tempo para processar a informação de que o estômago já está cheio. Comendo apressadamente, esse tempo não existe, ou seja, você corre o risco de comer mais do que precisa!

5. Escolha o local da alimentação familiar

Fazer as refeições de frente para a televisão, enquanto joga videogame ou respondendo a mensagens no celular é uma tremenda armadilha. E os motivos são diversos!

Dividir a atenção da comida com outras coisas pode tirar o prazer de comer, um aspecto importante da alimentação, além de mascarar a noção da quantidade que se está ingerindo. Mais uma vez, corre-se o risco de comer além do necessário. Por isso, as refeições devem ser feitas em um local tranquilo, sem distrações.

Como você viu, adotar uma alimentação familiar saudável é bem simples. É somente uma questão de trocar maus hábitos por outros, mais saudáveis. Basta começar para ver que não dá mais trabalho — é só uma mudança de ponto de vista.

Quais são os principais hábitos de alimentação que você quer abandonar? Tem outras dúvidas sobre o assunto ou dicas para dividir com a gente? Deixe seu comentário no post!

Post Relacionados

Deixar comentário.

Share This